Notícia
27/7/2022

Sob comando do CBMMG incêndio é debelado

Em uma operação integrada de combate a incêndio florestal entre o CBMMG e ArcelorMittal, o incêndio que teve início no sábado, dia 23, foi debelado ao final da tarde dessa quarta-feira, 27.

Apesar do incêndio ter iniciado há cinco dias, o combate efetivo, conforme informado, entrou no terceiro dia nesta quarta-feira.

Segundo informação do 2° Sgt Alexandre Ribeiro de Moraes, que coordenou os trabalhos assumindo o posto de comando, foram utilizados 45 efetivos, sendo 11 bombeiros militar, dois homens Guardião Bioma (Programa do MMA), seis da Brigada orgânica Arcelor e 26 da Brigada florestal Arcelor.

Os bombeiros envolvidos foram das cidades de Itabira, São Gonçalo do Rio Abaixo e Ipatinga.

Ainda conforme o coordenador foram utilizados oito equipamentos entre veículos, viaturas e máquinas, entre estes caminhão pipa, retroescavadeira e máquina de esteira.

Os trabalhos realizados teve início com o reconhecimento da área incendiada e combate direto a linha de fogo e ainda a realização de aproximadamente 6 km de aceiro com retroescavadeira e máquina de esteira.

Além disso os homens contaram com o apoio do caminhão pipa para combate direto com o abastecimento de mochila costal.

As equipes tiveram ainda o suporte de observação com vôo com drone para monitorar a área queimada, não queimada e áreas de risco.

Os trabalhos seguem amanhã com verificação na área iniciando análise da situação e verificar se não houve reignicao ou surgimento de novo foco de incêndio, para tanto as equipes do CBMMG contaram com apoio da empresa ArcelorMittal com a equipe de brigada florestal.

Irão ainda fazer vôo com drone para monitorar a área e verificar se existe reignicao em algum local e ainda realizar o rescaldo da área queimada.

Cerca de 45 ha aproximadamente foram queimados, o que equivale a 450 mil metros quadrados ou em torno de 45 campos de futebol.

Ajude - denuncie

A melhor forma de combate a incêndios florestais é a prevenção e o envolvimento de toda sociedade.
Se você ver alguém colocando fogo em lotes, lixo, restos de culturas, denuncie.
Ligue 181.