Notícia
1/6/2022

Prefeitura de Rio Piracicaba promove administração sustentável

Mais que comemorar e promover ações ambientais apenas no Dia Mundial do Meio Ambiente, a prefeitura de Rio Piracicaba vem desenvolvendo projetos que visam a sustentabilidade mais durante todo o ano, mas desde o inicio dessa nova gestão em 2021.

Inúmeros projetos ambientais já se encontram em franco desenvolvimento e outros em fase de implantação e outros ainda na prancheta.

Merece destaque alguns dos programas que podem ser denominados como “projetos ambientais estruturantes”.
Programa Saneamento Rural - Através da Secretaria de Meio Ambiente e Agricultura e executado pela divisão de políticas rurais foi implantado o “Programa de Saneamento Rural” que tem como objetivo levar água potável de qualidade ás comunidades rurais que tem passado por momentos de escassez hídrica. Inicialmente o projeto visa atender localidades com maior número de moradores que se encontram mais vulneráveis à falta dágua.

Em um levantamento realizado pela prefeitura, mais de 60 famílias serão atendidas inicialmente com a construção dos três poços. O próximo passo será a implantação das redes de distribuição da água.

Programa: Semear águas (Barraginhas) - Através da Secretaria de Meio Ambiente e Agricultura, executado pela Divisão de Políticas Rurais com apoio da Emater o “Programa semear águas” consiste em dotar as áreas de pastagens, lavouras e beiras de estradas, onde ocorrem enxurradas, de vários minis açudes distribuídos na propriedade, de modo que cada um retenha a água da enxurrada, evitando erosões, e assoreamentos.

Além disso, o projeto contempla também a construção de bacias de captação e infiltração de águas da chuva, ajudando a aproveitar, de forma eficiente, a água das chuvas irregulares e intensas. Ao barrar (reter) a água da chuva intensa, as barraginhas darão tempo para que essa água se infiltre no solo, recarregando o lençol freático.

A primeira região a ser contemplada com esse programa é a micro bacia hidrográfica do Córrego do Fidalgo, cobrindo as comunidades do Carvalho, Fidalgo, Jorge e entorno.

O projeto que teve início em março deste ano já construiu 54 barragens, mas o objetivo é chegar 1.000 unidades, cobrindo toda área rural do município.

Uma inovação é que o projeto não gera custo nenhum para o proprietário, sendo todo custeado pela prefeitura, bastando apenas fazer a inscrição na Secretária de Meio Ambiente e Agricultura.

Mobilidade rural - Por intermédio da Secretarias de Obras e Infraestruturas, a administração vem atuando de forma constante nas áreas rurais com o intuito de melhorar a mobilidade e acessibilidade. A Secretaria de Obras e infraestrutura por intermédio da Divisão de Estradas Vicinais, está tendo uma preocupação constante com a manutenção das estradas rurais, principalmente nos pontos mais críticos que foram danificadas pelas chuvas fortes no início do ano.

A manutenção das estradas levam em conta técnicas para evitar o carreamento de material para os cursos dágua, que terão impactos minimizados com a construção das barragens de contenção.

Pontes Pênsil (Pinguelas) - No primeiro semestre de 2021 foram reformadas duas pontes, a primeira a ser reformada foi entre a comunidade rural Boa Vista que a liga à MG 123, e outra, de importância intermunicipal que foi completamente destruída pela enchente, que liga a comunidade de mutuca (Santa Bárbara) a estrada do Guedes de Rio Piracicaba e que vários outras também passarão por reformas.

Sinalização das Vias nas comunidades Rurais

Está sendo executado pela Secretaria de Meio Ambiente por intermédio da Divisão de Política e Desenvolvimento Rural com apoio da EMATER a sinalização das vias nas comunidades rurais.

O programa, que teve teve início em maio de 2021, tem como objetivo sinalizar toda a zona rural de Rio Piracicaba com placas informativas que atendam as normas técnicas, cobrindo as centenas de quilômetros de estradas não pavimentadas que cobrem o município com mais de 350 quilômetros quadrados.

O programa irá melhorar a circulação dos moradores locais, facilitará o trânsito de visitantes e de serviços de terceiros, tal como de entregas, além de auxiliar na mobilidade e identificação das comunidades, distritos e localidades rurais, com informações religiosas e turísticas, sendo imprescindível também para trazer segurança, isso porque facilita o serviço da polícia militar em momentos de ronda e atendimentos a chamadas.