Notícia
4/9/2021

Câmara debate proteção de nascentes

A crise hídrica que já vem causando danos sociais e econômicos por todo o Brasil CHEGOU À Câmara de Monlevade e foi tema debatido durante reunião ordinária do dia 25, sendo discutidos a questão da proteção de nascentes e a preocupação com o abastecimento de água em João Monlevade.

O vereador Rael Alves (PSDB), em seu tempo de tribuna, falou que “as nascentes estão pedindo socorro no município”. Segundo Rael, “muitas nascentes não estão protegidas e a Secretaria Municipal de Meio Ambiente não consegue comprar o material para cercar os locais”. Ele relatou que é preciso que o Executivo dê atenção cercando às nascentes, para evitar que animais pisem ou tenham acesso a elas.

A fala de Rael, foi endossada pelo vereador Thiago Titó (PDT). Ele ressaltou a importância de debater o tema. “Por se tratar de uma cidade praticamente toda urbana, talvez cerca de 98% em sua totalidade, parece existir um descaso com algo de suma relevância, sendo essas nascentes fontes de vida”, falou. De acordo com o parlamentar, é preciso priorizar essa questão para que a escassez de água não atinja o município.

Incentivo à proteção de nascentes

O vereador Titó lembrou que há cerca de 3 semanas, protocolou na Casa, a intenção de desenvolver um projeto ou anteprojeto que incentive boas práticas para a preservação da água. Ele ainda lembrou que em maio recebeu uma reclamação de que o rio Santa Bárbara (onde ocorre a captação de água que abastece o município) estava sofrendo assoreamento. Na época, uma comitiva formada por representantes da Prefeitura visitou a Estação de Tratamento de Água (ETA) e a foz do “Córrego dos Coelhos”, no Rio Santa Bárbara, para verificar a situação. No local foi constatado, além do assoreamento, falta de mata ciliar e outros fatores ambientais que são necessários para que haja captação de água com qualidade.

Thiago Titó informou que será feito um Fórum para debater o assunto e buscar soluções para o problema, mas que a Casa Legislativa estuda o melhor momento, principalmente agora que o município está em onda vermelha.

Risco com barragens

O presidente da Casa, Gustavo Maciel, parabenizou os parlamentares pela preocupação com a questão hídrica na cidade. Ele informou que, em relação ao assunto, enviou um ofício à Vale questionando sobre um possível risco de rompimento de barragem, se o município seria afetado no que diz respeito ao abastecimento de água. Gustavo relatou que a empresa se manifestou dizendo que não há risco. Maciel informou que vai solicitar uma reunião com a Vale para mais esclarecimentos.

Ainda no início do ano, Gustavo já havia abordado o assunto. Na época, ele comunicou às autoridades municipais e aos Comitês das Bacias Hidrográficas dos rios Piracicaba e Doce sobre a necessidade em promover amplo debate sobre o tema.